Blog

Desporto

Strength and Conditioning Coach | 5 Razões para teres o apoio de um Especialista -1ª parte

Strength and Conditioning Coach | 5 Razões para teres o apoio de um Especialista -1ª parte

Durante muitos anos, era comum ouvir as palavras “preparador físico” ou “personal trainer” para designar um universo de profissionais que se especializavam em melhorar as componentes gerais ou específicas da Condição Física.

Para muitos, o “PT” era o veiculo para o corpo perfeito. Para outros, uma forma de condicionamento básico para tentar colmatar problemas da sociedade moderna como o sedentarismo, doenças do tempos modernos (diabetes e hipertensão) e a libertação do stress de uma sociedade cada vez mais “apressada”.

O “preparador físico” era a figura que ministrava os aquecimentos dos desportistas das mais variadas modalidades. A prevenção de lesões, a melhoria gradual do rendimento físico (força, velocidade e endurance), a melhoria da performance e a auto-estima de muitos atletas faziam parte desse universo de objectivos que decorria da sua actividade.

Então, em que ponto estamos?
Assistimos a uma evolução na abordagem da condição física e atlética? Não! Não mudaram os motivos que levaram as pessoas à prática de uma Atividade Física supervisionada. Sim! Existem novas “roupagens” que aproximam a prática desportiva do senso comum da preparação atlética, em tempos, apenas reservadas ao atletas de elite.

Porquê? Pela mesma razão que um formula 1 e um carro de rali continuam a ser carros independentemente das diferenças e objectivos de performance. Aqueles de nós que não têm um motor tão potente na sua garagem, continuam a ter um carro que em muitos casos já utilizam a tecnologia desenvolvida pela formula 1 (suspensão inteligente, mudanças automáticas, etc). Assim, a preparação funcional passou a ser premissa de profissionais equipados com ferramentas que advêm das ciências que estudam a preparação atlética.

O Strength and Conditioning Coach (S&C) tem que ser a tua “box” que permite mais durabilidade, tornando-te mais eficiente (gastar menos combustível) e eficaz (pela utilização das velocidades certas).

Sendo o corpo humano, o resultado da evolução da espécie humana, esta assentou na premissa de que fomos desenhados para nos movermos. E este é, antes de mais, a primeira forma a partir da qual o recém nascido contacta com o mundo e evolui do ponto de vista motor e cognitivo.

A primeira razão para escolheres um S&C é o próprio movimento!


1- O S&C Coach entende o Movimento Humano

Sim, este é o primeiro motivo. Teres um especialista que reconhece primeiro quais as tuas limitações articulares e neuromusculares. Alguém que cruza esses dados com as patologias, lesões, características morfo-funcionais e doenças do teu histórico clínico. E que estabelece uma ordem de prioridades para que o teu caminho seja feito numa progressão constante e no máximo de segurança.

Para que entendas melhor fica aqui um exemplo. O que assistes muitas vezes em algumas práticas é ao aumento dos níveis de força com princípios do treino que procuram a hipertrofia muscular sem ter em conta os desequilíbrios já existentes na pessoa ou as características da modalidade desportiva praticada.

Estas práticas levam uma progressiva prevalência e desequilíbrios musculares que originam não poucas vezes, lesões de excesso de uso e desequilíbrios articulares pela ausência de estímulo dos músculos antagonistas (responsáveis pela ação oposta, ex. flexão-extensão).

Exemplo dessas consequências são as lesões em articulações chave como o ombro, que apresenta dor a quando da elevação do braço. Frequentes em desportistas que repetem muitos movimentos acima da cabeça e culturistas, com excesso de uso de movimentos de empurrar dos membros superiores.

Voltando à analogia dos automóveis. Não podes querer que o chassi de um fórmula 1 seja adequado para fazer um rali. Não podes esperar que o pneu que se comporta lindamente numa pista, seja adequado numa estrada de terra batida. Não se pode pensar que depois de uma etapa de um carro de ralis, este não tenha que ter atenção por forma a restabelecer todas as suas funções básicas (pneus novos, suspensão alinhada, motor,…).

Para além das questões estruturais (anatómicas e biomecanicas), o Sistema Nervoso Central exerce a sua regulação em função do movimento e implica que se entendam os princípios mais corretos na execução e controlo do mesmo.

Em suma, precisamos de um piloto capaz de lidar com as características do carro conhecendo as suas limitações e mais valias. Precisamos que os profissionais que lidam com o teu corpo sejam especialistas do movimento.

Nós fazemos parte dessa linha de profissionais que irão mais além para te tornar a melhor versão de ti mesmo.

Pedro Maio

Write a Comment